Breve estudo de alguns ETFs americanos

Olá pessoal!

Estava perdendo um tempo vendo videos no youtube e me deparei com alguns estudos de ETFs de dividendos americanos que achei interessante, aí fui fazer minha própria pesquisa. Como de praxe, fiz uma tabela simples pra comparação.

Montando a planilha

Usando a planilha do Google consegui as 3 primeiras informações/colunas, do preço atual, menor preço nas últimas 52 semanas e o maior preço nas últimas 52 semanas, acho isso interessante pra ver se estamos mais próximos da máxima ou mínima recente. 

Na sequencia peguei dados sobre taxa, preço/ganhos (P/E), Dividend Yield do site etf.com, um dos meus preferidos neste assunto, e por final busquei dados dos últimos dividendos pagos no site do statusinvest.com.br, pra cálculo do Dividend Yield mais recente. Detalhe que alguns ETFs pagam mensalmente e outros trimestralmente, então o melhor é comparar na base anual.

Os ETFs de Dividendos

As vítimas do estudo, ETFs de Dividendos (clique para ampliar)

Os ETFs SCHD e SPHD são os melhores classificados pelas agências de risco (Rating AAA), também consultei no site etfrc.com a composição e vi que 25% do portfólio deles é igual.

https://www.etfrc.com/funds/overlap.php

A diferença é que o SPHD paga todo mês e o SCHD para trimestralmente, e a taxa do SCHD é menor.

Seguindo temos o PFF, que investe naquelas ações/stocks do tipo preferencial, aqui no Brasil seriam as que tem o número 4 no final do código, exemplos BBDC4, PETR4, que dependendo do estatuto da empresa, recebem mais dividendos, não me lembro mais direito, mas acho que SAPR4 paga 10% a mais do que SAPR3 na distribuição dos dividendos, no exterior também existe isso, e este ETF PFF seleciona este tipo de ações pra investir, conseguindo um dividendo maior.

A cotação do PFF que não me agradou muito
 

Já indo para ETFs com estratégias mais arriscadas, temos o XYLD e o JEPI, o XYLD faz uso de opções para aumentar seus lucros, eu particularmente nunca tive vontade de estudar isso porque sei que você pode acabar cometendo algum erro na hora de fazer o lançamento das opções e isso pode dar uma baita dor de cabeça pra resolver, por enquanto eu prefiro não me arriscar. 

Aqui no Brasil tem o Vicente Guimarães que vende curso ensinando uma estratégia que me parece ser mais ou menos a mesma coisa que esse ETF faz. Até achei um material didático dele na internet sobre isso: https://lp.vicenteguimaraes.com.br/wp-content/uploads/2021/07/Material-Didatico.pdf

Já o JEPI, também faz uso destes derivativos tipo opções, pelo que li no prospecto, falam em Equity-Linked Note (ELN), eu não entendi direito como montam essa operação que mistura renda fixa com renda variável, mas enfim, é um ETF mais recente e tem a gestão ativa da J.P Morgan e tem obtido bons resultados neste breve período de sua existência.

Citando uma definição de ELN que vi na internet:

"Na forma mais simples, uma nota vinculada a ações de 5 anos de $ 1.000 poderia ser estruturada para usar $ 800 do fundo para comprar um título strip de 5 anos com 4,5% de rendimento até o vencimento e, em seguida, investir e reinvestir os outros $ 200 em opções de compra opções para o S&P 500 ao longo da vida de 5 anos da nota. Há uma chance de que as opções expirem sem valor, caso em que o investidor recebe de volta os $ 1.000 inicialmente colocados. Se, no entanto, as opções se valorizam com o S&P 500, esses retornos são adicionados aos $ 1.000 que eventualmente serão devolvidos para o investidor." Fonte: https://economiaenegocios.com/definicao-equity-linked-note-eln/

Basicamente é um negócio complexo 😅. 

Particularmente o que mais me agradou foram os 2 primeiros, mas pra quem gosta de arriscar um pouquinho mais buscando um rendimento maior, as outras opções são interessantes também, principalmente o XYLD que entregou um dividendo bem superior, mas sua cotação ficou meio ruim, o resultado total somando rendimentos e valorização da cota deve ter ficado pior, então precisa mais estudo.

Cotação XYLD

Comparação com a cotação do SCHD, olha que coisa linda!

Cotação SCHD

Eu prefiro pegar o ETF menos volátil do que tentar ganhar um dividendo maior, mas cada um pensa de um jeito e o futuro ninguém sabe.

ETFs de meu interesse (minha carteira 😝)

Aproveitando a planilha, adicionei os ETFs que tenho na carteira, só pra comparar junto. 

Nos meus ETFs a situação está ruim com o aumento das taxas de juros, principalmente o VGLT que tem títulos de longo prazo, sofreu mais com a marcação a mercado e caiu forte, igual os nossos títulos do tesouro direto IPCA+, mesma coisa, por sorte aqui no Brasil eu tinha vendido quando as taxas começaram a subir e recomprei este mês, mas tudo certo também. 

Assim que VGLT subir estou planejando vender ele e quem sabe comprar algum dos ETFs mais focados em dividendos, ou talvez algum de REITs. O SCHP foi o que me pagou mais dividendos desde que comecei a investir no exterior, o VOO é aquele ETF que mistura de tudo, seguindo a composição do S&P500, é bem neutro.

ETFs de investimentos imobiliários (REITs)

Aproveitando um pouco mais a planilha, fui ver alguns ETFs que investem em REITs, o mais conhecido acredito que seja o VNQ, mas resolvi adicionar mais alguns pra estudo e comparação.

Estudo de ETFs de REITs

As taxas cobradas são bem parecidas, já selecionei antecipadamente os que tinham taxas pequenas, os resultados também não mudaram tanto no quesito dividendo pago em 2021, o XLRE foi o que ficou com melhor DY em 2021, só que ele é bem concentrado, tem apenas 33 REITs em carteira. Também é o que tem melhor nota da lista, rating AA.

Ainda estou pensando se adiciono um ETF dessa modalidade na carteira, meu principal objetivo com investimento no exterior é justamente não ficar 100% em um país, e o VOO tendo as maiores empresas do planeta, quase todas com atuação global, não vejo tanta necessidade de diversificar mais do que isso, mas enfim, pelos meus primeiros estudos, quanto mais diversificado em diferentes classes de ativos, menos volatilidade a carteira tem, e menos rentabilidade também.


Vou deixar aqui uma lista de alguns dos sites que acessei neste breve estudo:

5 comentários:

  1. Como somos não residentes dos eua, pagamos 30% de imposto sobre os dividendos. O ideal seria usar ETFs q não distribuem dividendos, os ETFSs domiciliados na Irlanda. Q corretora vc usa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Zeze, por enquanto tenha a Avenue que foi a mais fácil da criar conta.

      Excluir
  2. Também invisto com a Avenue lá fora, ainda não sei bem se fico feliz ou triste com a compra dela pelo Itaú. Talvez feliz rezando para o crescimento do Itaú já que tenho ações da Itaúsa. hahaha

    Muito bom o blog. Também tenho um, depois se tiver um tempinho, dá uma olhada lá, adoraria seu feedback.

    caminhodaspedrasfire.blogspot.com

    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Bilionário,

    Desde que comecei meus investimentos diretamente no Exterior optei por definir um método fixo de investimentos.

    1. Focar apenas em ETF
    2. Balancear a carteira com alvo na composição: SCHD (50%), SCHP (30%), VNQ (20%).

    Utilizei o site de simulação de portfólios, onde consegui um Sharpe interessante nessa carteira e decidi adotar a estratégia.

    Eu não entendo a economia americana de perto e nunca se quer viajei para os EUA, por isso considero que não sou capaz de analisar empesas americanas no individual e a melhor saída por optar por ETF.

    Excelente levantamento.

    Abraços,
    Pi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí PI!

      Na minha experiência e também segundo o livro "O investidor inteligente", utilizar ETF passivo com baixo custo é a melhor estratégia para o pequeno investidor, pra nós é quase impossível querer adquirir mais do que 5% das ações de uma empresa pra ter direito a vaga no conselho e ter mais peso nas decisões como alguns grandes investidores fazem.

      Eu só ainda não mudei minha carteira para ETFs aqui no Brasil porque não gosto da tributação e ausência dos dividendos, além de que a precificação dos ETFs passivos, na minha opinião, é errada. Penso que ETF passivo que segue algum índice logo deveria valorizar-se muito mais do o próprio índice pelo fato de reinvestir os dividendos, e também que o preço dos dividendos pagos é descontado das ações, reduzindo preço do índice... não sei se eu entendi algo errado, mas tenho a impressão de que juntando esses dois fatos, a cotação deveria ser maior, mas na prática não é.

      Assim por enquanto sigo diretamente nas ações. Abs

      Excluir

Fique a vontade para contribuir com suas ideias ou dúvidas. Obrigado!

Postagens em alta

Carteira de FIIs 2024 - Buscando oportunidades

Olá pessoal! Depois da migração dos títulos do tesouro direto da XP para o Nubank , fiquei apenas com FIIs na XP, e um saldo de cashback que...