Estudo do Bradesco

Olá a todos!

Antes de mais nada, já aviso que esse blog não faz recomendações de compra/venda de ativos, compartilho apenas minhas ideias particulares, assuma a responsabilidade sobre a sua vida.

Estou acompanhando as ações do Bradesco de longe já tem uns 10 anos, sim, antes do blog, e sempre tive vontade de comprar, mas ao mesmo tempo um certo receio com bancões devido a diversas experiências pessoais ruins, particularmente eu tenho pavor de ir em banco, quase sempre fui mal atendido, prefiro 1000x fazer tudo no auto atendimento, e já tem uns 15 anos que uso contas digitais sem custos.

Então, porque ter ações de Bancos? 

Quando era jovem escutei uma frase: "o melhor investimento no Brasil é um banco, e o segundo melhor investimento é um banco mal administrado", não lembro onde escutei isso, mas isso ficou na minha cabeça.

Infelizmente, pessoas com capacidade de se administrar financeiramente, controlar gastos etc são a minoria no Brasil. A maioria das pessoas continua endividada, usando contas correntes com taxas e sem controle dos gastos no cartão de crédito, o que é um prato cheio para os bancos fazerem dinheiro. 

Agora, o banco Bradesco passa por uns maus bocados, mal administrado e sem sorte, seu lucro e seu preço caíram bastante nos últimos anos, mas segue dando lucro, e se conseguirem arrumar a casa, deve voltar a rentabilidade  similar aos seus concorrentes.

Devido a isso, resolvi finalmente começar a comprar algumas ações dele, e também fazer este breve resumo e trazer alguns indicadores pra compartilhar aqui no blog.

História do Bradesco

O Bradesco é fundado em 1943, em Marília, no interior de São Paulo, com o nome de Banco Brasileiro de Descontos. Com apenas oito anos de vida, em 1951, o Bradesco torna-se o maior Banco privado do Brasil. 

Em 1962, o Bradesco é a primeira empresa a adquirir o primeiro computador da América Latina, que possibilitava o acesso a extratos diários aos clientes, prestação de serviço inédita para a época. Seguindo a estratégia de pioneirismo, o Bradesco implanta o Cartão de Crédito Bradesco, em 1968.

Na década de 1970, com o País experimentando taxas de crescimento anuais acima de 10%, o Bradesco passa a atuar fortemente no segmento de crédito, principalmente no financiamento de veículos. Nessa década, o Bradesco incorpora 17 outros bancos e, ao inaugurar duas novas unidades em 1978, uma no Oiapoque (AP), outro Chuí (RS), pontos extremos do País, chega à milésima agência. É implantada a cobrança automática e o Banco começa a atuar em projetos agropecuários.

Nos anos 80, o Bradesco forma o grupo Bradesco Seguros, com negócios nos segmentos de previdência privada aberta e de capitalização, além da seguradora.

Na década de 90, todas as Agências Bradesco passam a trabalhar on-line e o Autoatendimento se expande em todo o Brasil.  É implantado o Bradesco Mobile Banking, que permite operações de consulta de saldos e extratos e pagamento de algumas contas pelo celular. O Bradesco fecha o século na liderança entre os Bancos privados do Brasil.

Dos anos 2000 em diante o banco segue a trajetória de crescimento incorporando outros bancos, em 2010 fizeram a maior aquisição: HSBC Bank Brasil S. A. Banco Múltiplo.  

Fonte: https://www.bradescori.com.br/o-bradesco/historia/nossa-historia/

Histórico de Indicadores

Alguns indicadores de preço e valor retirados do site status invest.

O dividend yield (D.Y.) tem uma média de 4,36%, estando acima da média no momento, devido a baixa do preço.

A margem líquida da empresa caiu muito nos anos recentes, diversos problemas contribuíram, acho que o mais famoso foi o rombo nas Americanas, a média da margem é de 13%, mas atualmente está em 6%.

Fonte O Globo

Outro indicador que gosto de acompanhar é o Preço sobre o Lucro, como geralmente preço segue lucro, esse até que ficou na média, lucro caiu, preço caiu junto, média próximo de 10.

O site Oceans14 tem um gráfico bom de Cotação vs Lucro.

https://www.oceans14.com.br/acoes/bradesco/bbdc/balanco-dividendos

 

O Patrimônio Líquido (PL) sobre total de Ativos, é um indicador interessante pra avaliar o nível de alavancagem, a maioria dos bancos no Brasil operam com esse nível aí, tem cerca de 10 vezes mais ativos do que patrimônio, ou seja, se tomar prejuízo acima de 10%, pode falir.

Aqui um gráfico realmente interessante pra quem está pensando em comprar, o Preço sobre o valor patrimonial está na mínima histórica, claro que pode cair mais, e é bem provável devido aos resultados fracos recentes, mas... como dizem por aí, comprar ao som de canhões.

E aqui um gráfico bem interessante pra quem está pensando em vender, a piora do retorno sobre o patrimônio, ou ROE em inglês, vem caindo já tem alguns anos, será resultado das fintechs? Ou um sinal de que os anos dourados dos bancos acabaram? Particularmente, acho que é resultado de escolhas ruins feitas pelo Bradesco, visto que ROE do BB cresceu e Itaú segue estável. Assim, se daqui pra frente o banco não cometer os mesmos erros, acredito que ROE vai voltar para a média.

Dados do Fundamentus

Evolução dos Lucros e Proventos, anda meio de lado desde 2014, 10 anos... e pra baixo recentemente.


Apesar dos resultados menos bons, o patrimônio segue a trajetória de alta, enquanto houver lucro, patrimônio cresce.

https://fundamentus.com.br/graficos.php?papel=BBDC3&tipo=1

Comparando com pares

Aproveitei e fiz algumas capturas comparando resultados com outros bancos.

No site Oceans14, o Banco do Brasil ficou em primeiro lugar no comparativo, seguido por Itaú, e Bradesco na lanterna.

Bradesco só ficou bem colocado no indicador P/VP.

Olhando para isso, o ideal seria comprar ações do Banco do Brasil, pelos resultados/valores atuais é o melhor, mas devido a minha falta de confiança nesse governo canhoto, fico receoso se os resultados futuros serão tão bons quanto os atuais. Em 2015/16 eu tive ações do BB, sai com um bom lucro, uma pena que não pude segurar elas, acabei vendendo tudo pra ampliar a casa.

A segunda opção, Itaú, acho interessante, mas já tenho Itaúsa, que é 90% Itaú, então pra minha carteira não faz sentido no momento.

No site status invest também temos esse tipo de comparação e gráfico comparando rentabilidade, adicionei mais alguns bancos aqui, e para a surpresa de ninguém, realmente Bradesco foi o pior nos últimos 5 anos.

https://statusinvest.com.br/cliente/comparar-acoes/bbdc3,bbas3,itub3

Conclusão

Essa é uma decisão, como investidor, bastante difícil, comprar uma empresa que está indo mal. Normalmente, eu gosto de comprar apenas as melhores empresas, mas isso vem com um preço, que essas empresas costumam negociar com múltiplos bem elevados, e caso um dia de azar de algum problema acontecer, a queda pode ser forte.

Em 2022 Bradesco ainda era o líder em capital de giro PJ, com um market share um pouco acima dos demais, os bancos públicos, BNDES, CEF e BB dominam muitos segmentos, como financiamento de infraestrutura, habitacionais e crédito rural, interessante dar um olhada nesse estudo do BCB, ainda não saiu 2023.

Fonte BCB: https://www.bcb.gov.br/publicacoes/relatorioeconomiabancaria

 

Na última apresentação dos resultados, escreveram planos para o banco melhorar seus resultados, pelo que entendi vão investir mais em canais digitais, atendimento "massificado" e focar em alta renda. Recentemente tenho percebido um aumento em propagandas do banco também.

https://api.mziq.com/mzfilemanager/v2/d/80f2e993-0a30-421a-9470-a4d5c8ad5e9f/9b45cfd7-94d9-4f1b-0af2-38ea4ff46c95?origin=1

Assim, resolvi seguir a ideia de comprar boas empresas, de setores perenes, quando elas estão passando por alguma dificuldade e negociando próximo as mínimas. Ainda pretendo continuar comprando ações de empresas que estão bem também, mas neste momento, vou dar uma chance e comprar essa que namorei por tanto tempo, espero que seja um relacionamento pra vida toda😁.

Abraços e até o futuro!

Portabilidade de Investimentos

Olá pessoal, conforme escrito no post anterior, resolvi migrar parte dos investimentos para a NUINVEST, de forma a poder ativar alguns benefícios extras no cartão de crédito, depois de pesquisar bastante e pensar um pouco sobre o assunto, resolvi seguir adiante com o plano hoje.

No menu produtos -> Portabilidade de investimentos, encontrei essas opções: Transferência de Entrada; Transferência de Saída; Minhas solicitações; fui na transferência de saída e foi só selecionar um motivo, depois informar conta de destino, selecionar os ativos e revisar no final.


De vereda veio notificação que tinha uma solicitação pendente de assinatura, confirmei e assinei a solicitação e pronto.


Optei por migrar apenas títulos do tesouro direto, que já vai ser suficiente pra passar os 50k que plano Ultravioleta pede pra ser isento das tarifas.

Foi realmente mais fácil do que eu pensei, fazer a transferência da XP para Nu, parabéns pra XP que fez um sistema fácil e com processo todo online, sem custos, não precisei imprimir pra assinar, fiz assinatura digital usando assinatura eletrônica no próprio site da XP.


Observações e Atualizações

No youtube o IsraelBz comentou que os 200% de rendimento é apenas para o cashback do cartão, não é possível investir nisso. Bom, eu não tinha certeza, mas já esperava algo do tipo, ainda assim é melhor do que o cartão da XP, com um pouco de sorte essa rentabilidade será mantida por alguns anos, mas é uma pena porque o valor do cashback é ínfimo, então realmente não importa muito que o rendimento seja alto.

Link do video e comentários: https://www.youtube.com/watch?v=PiOs2qz5qjc&list=PLh6WP5d9MrBowSB7d2JdCK0OA0OYJtOmz


Na área do investidor da B3 tem uma função de portabilidade em testes, mas com pouca adesão até o momento, talvez em breve mais corretoras integrem por lá simplificando ainda mais isso, visto que algumas corretoras ainda dificultam o processo, tendo que imprimir, assinar manualmente, digitalizar etc.

Agora aguardar pra ver quanto tempo demora pra concluir essa transferência de ativos, em breve atualizo o post com mais detalhes.

Update 06/05/2024 - Dois dias úteis

Hoje recebi email sobre a portabilidade dos investimentos, conforme já tinha visto no site da XP, o tempo pra transferência são dois dias úteis, deu tudo certo, só que acessei os aplicativos da Nubank e Nuinvest e ainda não apareceu nada por lá, acessei o da XP e ainda aparece lá, vou conferir novamente amanhã pra ver se atualizou.


Se amanhã estiver OK, vou solicitar o Ultravioleta e ver as novidades.

Até o futuro!

Fechamento 061 e Comparativo de Cartões de Crédito

Olá queridos leitores!

Mais um mês na jornada da independência financeira, e dessa vez a rentabilidade foi bem negativa, praticamente tudo caiu, menos a reserva de emergência.


 

Investimentos

O aporte seguiu conforme planejado, 3k, sendo 200 pra reserva de emergência, 500 para ações e 2300 para tesouro direto, no RENDA+ 2065, nos negócios ainda somei alguns saldos de dividendos, realizei as seguintes compras:

VGLT foi comprado com dividendos e com os estornos que recebi na Avenue. Os 200 reais da reserva não aparecem nessa lista, o site status invest separa investimentos em CDBs/LCI/etc, não sei o motivo.

Resultado dos Investimentos [corrigido]

Hoje vi que, por algum motivo, preenchi errado o valor das ações na planilha ontem, não sei se estava errado na Clear ou se eu vi errado, mas o valor em ações certo é 33k, e eu tinha colocado 31k, assim o resultado, apesar de continuar ruim, não foi tão ruim, abaixo dados corrigidos.


Gráfico evolução

Dados em tabela

Com esse resultado, fiquei um pouco abaixo da meta, mas como disse, esse mês foi queda pra todos os lados, principalmente nas ações. As taxas dos títulos do tesouro variaram bastante durante o mês, e hoje o Tesouro IPCA+ 2045 está pagando IPCA+6,12%, e o Tesouro Renda+ 2065 pagando IPCA+6,13%, que é bem mais do que o mês passado, fazendo com que a marcação a mercado desses títulos neste mês foi bem ruim, conforme visto nessa imagem abaixo.

https://www.tesourodireto.com.br/titulos/historico-de-precos-e-taxas.htm

Minha ideia é seguir aportando nesses títulos mensalmente enquanto tivermos essas taxas acima de 5,5%, e talvez vender se as taxas caírem pra 4%, fazendo um bom lucro, ou posso levar até o vencimento também, postergando ao máximo o pagamento de taxas e impostos, e deixando os juros sobre juros fazerem sua mágica.

Distribuição

Aproveitando a atualização/correção da rentabilidade, resolvi adicionar alguns comentários sobre a distribuição por classes.

Já estou com quase 37% em títulos IPCA+, sendo que meu limite máximo nisso seria 50%, conforme meu planejamento, mas com as taxas tesouro direto subindo cada vez mais, ainda pretendo seguir investindo a maior parte do meu aporte nisso.

A reserva de emergência ainda abaixo de 1%, também vou seguir aportando um pouco ali até chegar em 2%. Reserva de oportunidade sigo sem ter, e sem previsão de começar. Criptomoedas tinha planos pra este ano, mas depois de tudo subir muito, não me sinto confortável pra comprar agora, vou ficar de fora dessa festa. 

Nas ações tenho 25%, meu objetivo até o final do ano é 20%, mas sigo comprando um pouquinho cada mês. FIIs tenho agora 14,4%, e objetivo é 10% no final do ano, este estou deixando sem novos aportes.

PAI 2024

Uma hora dessas tenho que reorganizar minhas planilhas, tentar colocar tudo em uma só, hoje tenho umas 4 planilhas que uso para controles...

Cartões de Crédito "Gratuitos" com Cashback

Nubank está todo dia me enviando convite no plano Ultravioleta, mas pra ser isento dos custos atualmente requer 50k em investimentos ou 5k gastos no cartão, os gastos eu não consigo, não é minha realidade, então me sobra os investimentos. 

Estou pensando em migrar as ações e FIIs para Nubank, pra chegar em 50k lá, ou os títulos do TD, a dúvida é se faço isso vendendo e recomprando, ou se solicito a transferência de custódia, me parece que não é tão complicado, mas nunca fiz. Até vi que na área do investidor da B3 tem isso, mas das minhas só a XP se habilitou então não consigo transferir entre elas por lá.

Se você já fez portabilidade de investimentos, comente como foi, agradeço desde já!!

Atualmente eu já tenho um cartão que dá 1% de cashback, gratuito da xp, com vantagens semelhantes, dinheiro devolvido é aplicado em um fundo FIRF Simples da XP mesmo, a diferença nesse caso seria o ganho de nucoins, que pouco valem, e o rendimento na Nubank que é de 200% CDI, ou seja, o dobro do fundo da XP. 

https://lp.xpi.com.br/cartao-xp
A pegadinha do cartão da XP é que precisa acumular R$ 50,00 pra liberar o investback, não sei qual será a pegadinha no Ultravioleta, talvez seja temporário esses benefícios... Antes que me esqueça, o XP também precisa ter no mínimo 5k investidos e nesse caso o cashback varia, pra garantir 1% tem que ter acima de 50k.

Fiz uma tabela comparativa pra vocês 👍
Esqueci dos nucoins no Nubank+, devem ganhar tbm...

Me conte nos comentários qual cartão você usa e porquê?!

O banco inter também possui um cartão de crédito Black com benefícios similares, mas parece que precisa 250k investidos, e ainda teria outras duas opções pra estudar, Amazon e C6 tem cartões com cashback, mas não tive tempo nem vontade de incluir no estudo.

Obs.: existe um risco comportamental ao usar esse tipo de cartão com cashback, que eu percebi que muitas vezes a existência desse 1% de volta te incentiva a fazer mais gastos no cartão, e como dizia o pai do Cris, se não comprar o desconto é maior.

Abraços e até o futuro meus amigos!

Postagens em alta

Carteira de FIIs 2024 - Buscando oportunidades

Olá pessoal! Depois da migração dos títulos do tesouro direto da XP para o Nubank , fiquei apenas com FIIs na XP, e um saldo de cashback que...